20150617_092517_resized

A Boto-cor-de-rosa é uma livraria-café na Barra, Salvador, Bahia, Brasil.

A livraria veio focada na arte contemporânea, especificamente a literatura, porque temos interesse e paixão por isso.  O espaço nasceu para recuperar a vontade de ler literatura, para ouvir poemas, conversar com um amigo, se atualizar sobre os novos lançamentos do mundo das letras, principalmente a poesia, e oferecer a leitores oportunidades de contato físico com um ambiente literário. Nesta era de perfis e mundos virtuais, é muito fácil imaginarmos que estamos experienciando quando na verdade não estamos. Pensamos que o espaço físico, o contato com o livro e outras formas literárias, recuperam a dimensão humana e política do existir, principalmente diante da arte. Não é que queremos negar ou não reconhecer a realidade virtual, mas queremos enfatizar a importância de ela co-exisitir com conexões táteis, físicas, sinestésicas neste ambiente fora da rede.

O nosso projeto consiste nos seguinte eixos:

Curadoria

Nem toda a produção contemporânea nos interessa, por exemplo, os chamados “bestsellers” comerciais. Isso é apenas porque sabemos que este produto já tem seus nichos e já encontra os seus leitores através de estratégias midiáticas de marketing. Outro exemplo do que não nos interessa diz respeito a obras que consideramos não dialogar com a contemporaneidade. Gostamos de projetos que proponham desafios com a linguagem literária (e aqui consideramos uma abordagem plural do que é a literatura). Temos preferência por projetos cuja linguagem literária seja uma parte significativa da obra, fugindo de clichês e obviedades. Também a temática contemporânea de outras áreas (filosofia, gênero e sexualidade, etnia, ciência política, antropologia, estudos interdisciplinares, estudo das culturas, etc) trazida de forma diferente nos chama a atenção.  Naturalmente, o nosso acervo valoriza a literatura e a cena editorial local, mas, no nosso conceito, os critérios são os mesmos utilizados pela curadoria no projeto geral, ou seja, a literatura “baiana” para nós, é literatura brasileira. Não é por ser local que vai caber necessariamente no nosso acervo.  A Boto deseja ser um espaço de divulgação e promoção de boas leituras também para leitores que não costumam acompanhar as discussões e lançamentos do mundo literário.  Sabemos que os meios tradicionais (escolas, universidades academias, etc) se concentram na divulgacão do que é clássico. Na medida do possível, os nossos curadores tentam acompanhar as discussões e lançamentos dentro de uma diversidade de estilo e temática, não só na América Latina, como em outros continentes. Também priorizamos as editoras independentes e pequenas, e projetos editoriais de pequeno porte, que correspondam às nossas expectativas estéticas do contemporâneo.

Aproximar o escritor ou artista do público (leitores-espectadores)

Acreditamos que a obra artística deve ser o foco das atividades, e não achamos que eventos sociais acrescentam por si só. Promovemos bate-papos e debates em torno da obra em lançamento nos nossos eventos, por desejarmos encorajar discussões “reais” sobre textos, processos criativos, estética, temática, etc. Assim, depois do evento, a obra permanece com o público. É bom para o autor, o editor, o leitor, e para nós, pequenos livreiros. Isso é formação de novos leitores e novos consumidores de arte e cultura.

Literatura infantil e juvenil

Dentro do nosso projeto, os jovens leitores são vistos com muita atencão, cuidado e carinho.  Achamos que a diversidade oferecida desde cedo possibilita adultos independentes e com consciência social, cidadania e senso crítico. Por isso, o nosso acervo é pesquisado e selecionado para oferecer uma pluralidade de linguagem, de temáticas, e de estilos. Aqui você vai achar literatura indígena, literatura de diáspora, incluindo a africana, e outras literaturas com temas variados que vão da fantasia a gênero, história, racismo, religião, ciência, necessidades especiais, e outras temáticas que passam pelo lúdico.

Espaço aconchegante, charmoso e convidativo

Desenvolvemos o nosso próprio conceito de espaço com aspectos estéticos que corroboram a ideia do que queremos oferecer. Nosso café, chás, sucos, etc, são orgânicos e vem de fornecedores locais na medida do possível, exceto produtos que não se encontra em outros lugares aqui, e muitas vezes o que você encontra aqui é até handmade pelo própio Boto. Oferecemos a vocês, com carinho, aquilo que nós mesmos consumimos. A ideia não é de lucro financeiro especulativo e/ou desvinculado de qualidade. Queremos ser auto-sustentáveis, mesmo que trabalhar com livro seja realmente um desafio diário. Oferecemos sempre o melhor que pudemos. O cardápio da Boto varia regularmente. Outro diferencial é que os nossos fornecedores principais também são amigos do Boto e leitores do contemporâneo.